Ir para Conteúdo

Four women of different races and religion smile and wave to the camera

Igualdade E equidade. Precisamos de ambos para fazer a diferença

Podem parecer semelhantes, mas a igualdade e a equidade são dois conceitos muito distintos. É por isso que precisamos de ambos para alcançar um mundo mais justo e socialmente inclusivo.

A falta de equidade está no centro de muitas questões globais em torno de raça, gênero, orientação sexual, deficiências, educação e status econômico. Na Unilever, acreditamos que agir com equidade é essencial para alcançar a igualdade geral como resultado.

Para alcançar um lugar onde as oportunidades de trabalho sejam equitativas, justas e iguais, precisamos ter em conta as diferentes necessidades, barreiras culturais e discriminação potencial que grupos específicos podem enfrentar na nossa empresa.

Nitin Paranjpe, Chief Transformation Officer & Chief People Officer.
Uma foto de Nitin Paranjpe, Chief Transformation Officer & Chief People Officer da Unilever.

O que é igualdade?

Desde muito tempo a igualdade tem sido um fator de justiça no local de trabalho. O objetivo é tratar as pessoas da mesma maneira, proporcionando-lhes as mesmas oportunidades e recursos.

No entanto, esta abordagem universalsó é eficaz se todos tiverem exatamente as mesmas necessidades, pois pressupõe uma igualdade de condições onde cada indivíduo tem as mesmas vantagens ou restrições. Mas no mundo real isto raramente é o caso.

Assim, embora as iniciativas no local de trabalho que fornecem o "mesmo serviço" a todos proporcionem igualdade ao fazê-lo, elas podem ignorar o fato de que alguns colegas têm necessidades diferentes.

O que é equidade?

A equidade, por outro lado, reconhece que nem todos partimos do mesmo ponto e que enfrentamos obstáculos diferentes. Como Nitin Paranjpe, Chief Transformation Officer & Chief People Officer Unilever reconhece, “Para alcançar um lugar onde as oportunidades de trabalho sejam equitativas, justas e iguais, precisamos ter em conta as diferentes necessidades, barreiras culturais e discriminação potencial que grupos específicos podem enfrentar na nossa empresa.”

Neste sentido, a equidade pode envolver o uso de intervenções e medidas para compensar preconceitos ou obstáculos sistêmicos de modo que os indivíduos alcancem seu pleno potencial.

Por exemplo, a igualdade garantirá que cada funcionário tenha o mesmo acesso a um computador, uma mesa, uma cadeira e algum nível de formação e apoio para o trabalho para o qual foi contratado. A equidade reconhece que uma pessoa com uma deficiência visual pode precisar de uma tecnologia diferente, ou uma pessoa em uma cadeira de rodas pode precisar de um acesso diferente a um elevador em relação a outra pessoa.

Onde estamos, e onde queremos estar

Na Unilever, a nossa prioridade é pôr ordem na nossa própria casa.

No fundo, queremos que a força de trabalho da Unilever represente fielmente a diversidade das comunidades que servimos. É por isso que foi lançada uma estratégia global centrada em quatro grupos de identidade: Gênero, Raça e Etnia, LGBTQI+ e Pessoas com Deficiência.

“O nosso impulso em direção à equidade significa que estamos adotando uma abordagem muito voluntária para aproveitar os dados de modo a identificar as políticas e práticas com o objetivo de criar as condições nas quais os indivíduos e as equipes são apoiados e podem prosperar. A nossa estratégia de Equidade, Diversidade e Inclusão deve beneficiar a todos a fim de alcançar uma cultura equitativa e inclusiva”, diz Nitin.

Embora saibamos que temos ainda muito que fazer, apresentamos aqui alguns exemplos que mostram os nossos focos atuais para atingir este objetivo através do nosso pessoal, da nossa cadeia de suprimentos e das nossas marcas:

  1. Gestão de talentos

    O nosso processo de recrutamento de talentos baseado na gamificação permite garantir que não haja preconceitos inconscientes nos nossos processos de entrevista ou de avaliação de desempenho e potencial.

  2. Equidade de gênero em nomeações para cargos seniores

    Temos experimentado ferramentas e práticas inovadoras, como o GAR (Gender Appointment Ratio), desenvolvido com a Harvard Business School, para sensibilizar melhor aos preconceitos inconscientes nas nomeações para cargos seniores.

  3. Equidade de gênero na cadeia de suprimentos

    Procuramos proativamente empresas dirigidas por mulheres fundadoras e grupos sub-representados para ajudar a diversificar nossa cadeia de suprimentos e oferecemos políticas de licenças familiares que permitem o equilíbrio entre a vida profissional e a vida familiar e a progressão contínua na carreira de todos os pais e tutores.

  4. Flexibilidade de trabalho

    Os nossos mercados desenvolvem e implementam continuamente novas políticas disruptivas que apoiam as necessidades específicas dos funcionários. A Unilever há muito apoia o trabalho flexível, mesmo antes da COVID, e continua a permitir que os funcionários ajustem o horário de trabalho às suas necessidades.

  5. Políticas de Licença Menstrual e Fertilidade

    Nossas equipes nacionais desenvolveram políticas relevantes para apoiar o bem-estar do nosso pessoal. Por exemplo, a nossa Política de Licença Menstrual no Norte da África e no Oriente Médio permite que as mulheres tirem um dia de licença remunerada se sentirem dor ou complicações durante seu ciclo mensal. No Reino Unido, a nossa Política de Fertilidade prevê que as mulheres possam comparecer a consultas médicas e tratamentos para todas as concepções assistidas, incluindo a gestação de substituição.

  6. Marca que propaga a equidade

    As marcas, incluindo Dove e Vaseline, estão se esforçando para colocar a equidade em primeiro plano: Dove está trabalhando para ajudar a promover a equidade racial enquanto a Vaseline assumiu a missão de trazer equidade para os cuidados com a pele negra e morena.

  7. Grupo de Trabalho sobre a Equidade Racial

    Em 2020, criamos um Grupo de Trabalho sobre a Equidade Racial para priorizar a aceleração da representação de talentos negros e pardos nos nossos quatro principais mercados: Brasil, África do Sul, Reino Unido e EUA.Nossas equipes globais e locais de RH estão trabalhando juntas para remover os preconceitos das nossas práticas e processos de gestão de talentos para que, enquanto nos dedicamos ao desenvolvimento de todo o nosso pessoal, possamos nos concentrar na aceleração equitativa do progresso das pessoas provenientes de comunidades sub-representadas.

Guiados pelas necessidades individuais de todos os nossos funcionários, o nosso objetivo é promover a diversidade, a inclusão e um sentimento de pertencimento que não só lhes permita maximizar seu potencial, mas também levar sua autenticidade ao trabalho. Afinal, este objetivo não só beneficiará todo o nosso pessoal, mas também contribuirá a fazer de nós uma empresa melhor.

Leia mais sobre nossa visão para um mundo com mais equidade