Plano de Sustentabilidade da Unilever para

Oportunidades para mulheres

O avanço dos direitos e a inclusão econômica das mulheres é uma prioridade da empresa.

A Unilever ocupa uma privilegiada posição para ajudar a capacitar mulheres no mundo inteiro: mais de 70% dos nossos consumidores são mulheres, e elas desempenham papéis fundamentais em nossa cadeia de valor. Também contratamos mulheres como agricultoras, distribuidoras e funcionárias de fábricas e escritórios.

Globalmente, reconhece-se que a capacitação econômica de mulheres cria um efeito propagador em famílias, comunidades e economias1. Muitas vezes, as mulheres são agentes de mudança na família. As mulheres realizam 60% do trabalho do mundo e, embora representem apenas 10% do rendimento mundial, reinvestem 90% do que ganham em suas famílias2.

A capacitação de mulheres tem sido reconhecida como fundamental para a nova Agenda de Desenvolvimento Sustentável e os novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (também conhecidos como Objetivos Globais) da ONU para 2030. A Unilever desenvolveu um importante papel levando a voz da empresa à formulação desses Objetivos Globais. Defendemos, especificamente, a adoção de uma meta específica para a capacitação das mulheres. Atualmente, esse é o Objetivo Global 5: alcançar a igualdade de gênero e capacitar todas as mulheres e meninas.

Tratar das barreiras para a igualdade de gênero não é simplesmente a coisa certa a se fazer. É algo vital também para nosso crescimento futuro. Consideramos o respeito e a promoção dos direitos das mulheres e o avanço da inclusão econômica feminina uma prioridade da empresa. Ao promover a participação formal e ativa das mulheres na economia, pretendemos transformar vidas, famílias, comunidades e economias. Por sua vez, temos a oportunidade de ampliar nossos mercados, marcas e negócios.

1 Fonte: http://www.mckinsey.com/global-themes/employment-and-growth/how-advancing-womens-equality-can-add-12-trillion-to-global-growth

2 Fonte: http://www.vanguardngr.com/2015/08/women-must-be-empowered-economically-maureen-ochem/

Objetivos e desempenho

Definimos ambiciosos objetivos para capacitar 5 milhões de mulheres, por meio de uma variedade de iniciativas.

OPORTUNIDADES PARA MULHERES

O NOSSO COMPROMISSO

Até 2020, capacitaremos 5 milhões de mulheres promovendo oportunidades para elas em nossas operações, promovendo a segurança e ofertas de capacitação e ampliando oportunidades em nossas operações de varejo.

O NOSSO DESEMPENHO

Melhoramos nosso equilíbrio entre os gêneros, com a proporção de gerentes mulheres atingindo 45% em 2015. Em parcerias, até 2015 havíamos oferecido a 800.000 mulheres acesso a iniciativas que buscam desenvolver suas habilidades: 70.000 microempreendedoras Shakti na Índia e cerca de 730.000 mulheres em pequenas plantações de chá no Quênia e na Índia.

A NOSSA PERSPECTIVA

Nossa abordagem para a capacitação de mulheres baseia-se no tripé de direitos, capacitação e oportunidades. Os direitos das mulheres devem ser respeitados, e elas precisam receber capacitação e oportunidades para prosperar.

É possível aumentar a produção agrícola e proteger nossos fornecimentos quando as mulheres têm acesso igual e justo a capacitação e oportunidades. O impacto do fortalecimento econômico das mulheres tem um efeito transformador na saída das famílias do patamar de pobreza.

A capacitação de mulheres é uma grande oportunidade para o crescimento dos negócios, mas também precisamos da mudança de sistemas inteiros, que é promovida por nossas próprias atividades e iniciativas de negócios, mas que também requer um diálogo com as principais partes interessadas, nos níveis global e nacional. As ideias e perspectivas que reunimos graças aos outros são fundamentais para nosso entendimento dos problemas e das prioridades das mulheres, à medida que continuamos desenvolvendo nossas políticas e práticas.

  • Alcançado: 0
  • Dentro do plano: 5
  • Fora do plano: 0
  • %% do objetivo alcançado: 1

Nossos objetivos

Consulte Verificação independente (em inglês) para obter mais detalhes sobre nosso programa de verificação do Plano de Sustentabilidade da Unilever.

CONSTRUIR UMA ORGANIZAÇÃO COM EQUILÍBRIO DE GÊNEROS E FOCO NA GESTÃO

Construiremos uma organização com equilíbrio de gêneros e foco na gestão.

Até 2015, o percentual de pessoas de cada sexo que ocupava um cargo gerencial na Unilever era de 55% homens e 45% mulheres.

A NOSSA PERSPECTIVA

Desde 2009, estivemos comprometidos com a construção de uma organização com equilíbrio de gênero. Estabelecemos um claro objetivo de ter 50% de mulheres ocupando cargos gerenciais até 2020.

Nosso progresso na representação de gênero em níveis gerenciais tem sido significativo, passando de 38% em 2010 para 45% até o final de 2015. 25 países já alcançaram suas metas de equilíbrio de gênero nos níveis gerenciais. As mulheres representam 50% dos membros do nosso conselho, em comparação a 36% em 2014. Até março de 2016, também tínhamos três mulheres no Conselho Executivo da Unilever.

Nossas iniciativas levaram a um aumento significativo nos números de mulheres sendo recrutadas e promovidas. Precisamos manter esse ritmo para alcançar nossa meta até 2020.

PROMOVER A SEGURANÇA DAS MULHERES NAS COMUNIDADES EM QUE OPERAMOS

Promoveremos a segurança das mulheres nas comunidades em que operamos.

(Nova meta de 2014)

Em 2015, oferecemos a aproximadamente 6.000 mulheres o acesso a iniciativas que visavam aumentar a segurança delas.

A NOSSA PERSPECTIVA

Em 2014, após nosso estudo no Quênia, apresentamos uma nova meta sobre segurança, que confirmou que essa é uma questão crítica para mulheres nas comunidades em que operamos.

Continuamos envolvendo nossos funcionários e a comunidade geral na conscientização e treinamento sobre assédio sexual, além de termos fortalecido os mecanismos de denúncias.

Nossa abordagem continua sendo sistemática e inclusiva, e prosseguimos trabalhando junto às comunidades onde operamos. Ainda não temos todas as respostas, por isso, continuamos realizando parcerias que visam gerar conscientização, fornecer mais informações sobre o que constitui assédio sexual e promover mais oportunidades para que as meninas participem de atividades sociais.

O trabalho conjunto expande nosso impacto e ajuda a promover o conhecimento. Para ilustrar isso, em 2015, estabelecemos um compromisso conjunto com a International Union of Foodworkers/IndustriAll para prevenir o assédio sexual no local de trabalho, o que constitui uma base essencial para uma cultura de inclusão e diversidade.

MELHORAR O ACESSO A INICIATIVAS EDUCACIONAIS E DE CAPACITAÇÃO

Melhoraremos o acesso a iniciativas educacionais e capacitação em toda a nossa cadeia de valor.

(Nova meta de 2014)

Em parcerias, até 2015 havíamos oferecido a aproximadamente 730.000 mulheres de pequenas plantações de chá, no Quênia e na Índia, acesso a iniciativas que buscam desenvolver suas habilidades.

A NOSSA PERSPECTIVA

Nossa meta é fundamental para expandir a participação feminina na economia. Oferecemos a aproximadamente 730.000 mulheres de pequenas plantações de chá, no Quênia e na Índia, acesso a iniciativas que buscam desenvolver suas habilidades.

O acesso a treinamento é uma das grandes barreiras para a participação das mulheres na economia. É por isso que nosso treinamento é projetado para incentivar a participação total e igualitária das mulheres, por exemplo, por ser realizado em horários convenientes e em locais acessíveis. Também estamos trabalhando com parceiros, o que nos ajuda a alcançar mais mulheres e incentivar o aprendizado mútuo.

Adotamos uma abordagem holística ao fornecer acesso a treinamento e capacitação, oferecendo treinamento complementar sempre que possível. Por exemplo, estamos desenvolvendo um treinamento agrícola para famílias de pequenas propriedades produtoras, que é complementado por um treinamento em nutrição, cujo objetivo é aumentar a diversidade nutricional. De forma semelhante, pretendemos implantar um treinamento básico em finanças, voltado para pequenos produtores agrícolas, em locais onde anteriormente já oferecemos outros tipos de treinamento.

EXPANDIR AS OPORTUNIDADES EM NOSSA CADEIA DE VALOR

  • Expandiremos as oportunidades para mulheres em nossa cadeia de valor.

(Nova meta de 2014)

  • Aumentaremos o número de empreendedoras do programa Shakti que recrutamos, treinamos e empregamos de 45.000, em 2010, para 75.000, em 2015.

Até o final de 2015, 70.000 microempreendedoras Shakti treinadas para vender nossos produtos na Índia.

93 Até o final de 2015 teremos 70.000 microempreendedoras Shakti vendendo nossos produtos na Índia.

Realizamos esquemas semelhantes em Bangladesh, Sri Lanka e Vietnã, onde também pretendemos expandir.

(Agora, essa meta faz parte da meta mais ampla Expansão de Oportunidades, mencionada acima)

A NOSSA PERSPECTIVA

A partir de 2016, nossos objetivos do programa Shakti passam a fazer parte da nossa meta mais ampla de, até 2020, expandir as oportunidades para mulheres em nossa cadeia de valor. Embora estejamos no caminho para alcançar essa nova meta mais ampla, ficamos aquém da nossa meta original específica do programa Shakti, impactando 70.000 mulheres em 2015, em vez das 75.000 pretendidas.

Nosso programa Shakti na Índia é uma iniciativa de ganho mútuo que cataliza a riqueza rural ao mesmo tempo em que beneficia nossa empresa: o programa Shakti capacita mulheres para distribuir nossos produtos em mais de 165.000 vilas, alcançando mais de 4 milhões de propriedades rurais.

O Shakti tornou-se nosso modelo de alcance a consumidores rurais em setores de baixa renda de mercados em desenvolvimento e emergentes. Estamos adaptando esse modelo para diversos mercados do Sudeste Asiático, da África e América Latina. Por exemplo, na Nigéria, até o final de 2015, 1.000 mulheres receberam treinamento para vender nossos produtos, como parte da nossa iniciativa Gbemiga.

Key

  • Alcançado
  • Dentro do Prazo
  • Fora do Prazo
  • Do objetivo alcançado
Voltar ao topo