Unilever avança em diversidade no Brasil

Companhia comemora o número de 49 % de mulheres em cargos de liderança. Meta global é de equilíbrio entre os gêneros nas posições executivas.

Unilever logo Unilever logo

A Unilever adotou globalmente uma estratégia de Diversidade que está diretamente ligada à meta de negócios de dobrar o faturamento até 2020, reduzindo o impacto ambiental e aumentando o impacto positivo na sociedade. A meta é clara – até 2015, a Unilever quer ser uma companhia equilibrada em termos de gênero. O foco está em criar um ambiente inclusivo, no qual mulheres e homens de qualquer nível profissional possam desenvolver seu potencial.

A inclusão da diversidade nas metas de negócio faz todo sentido ao se olhar para o mercado em que a Unilever atua. As mulheres representam nada menos que 80% dos consumidores da companhia – estima-se que diariamente suas marcas cheguem às residências de 2 milhões de mulheres. Além disso, o entendimento de que a diversidade, dada a natureza heterogênea do universo, influencia a qualidade das decisões e pode estimular a inovação no mundo dos negócios, também tem sido catalisador nesse movimento. Para completar, as mulheres possuem características identificadas como fundamentais aos líderes de negócios hoje em dia.

“Há três tipos de liderança que estão no coração do nosso pensamento: a autêntica, a colaborativa e aquela com foco no longo prazo. E todas elas estão muito ligadas à força natural e à capacidade de liderança das mulheres”, afirma o presidente da Unilever Brasil, Fernando Fernandez. “Estimulamos a Diversidade para nos tornamos mais criativos e inovadores, para reconhecer nossos talentos e entender cada vez melhor nossa base diversa de consumidores”, continua Fernandez.

Uma pesquisa recente desenvolvida pela McKinsey e apresentada no Fórum Momento Mulher reforçam este tendência. O estudo mostra que companhias que apostam em um equilíbrio maior de gêneros em cargos de liderança têm resultados mais significativos e maiores do que aquelas em que o corpo executivo é formado exclusivamente por homens.Diversidade - Interna 2 Para potencializar a estratégia da Diversidade, a Unilever desenvolve um programa que visa criar condições para a ascensão profissional das mulheres. Entre as ações que fazem parte desse programa, destacam-se os programas de Mentoring, Coaching, Networking e políticas de flexibilidade no trabalho. E, em todas as áreas, a Unilever já possui um número relevante de mulheres – inclusive em vendas, um segmento tradicionalmente masculino.

Como consequência, a operação brasileira tem contabilizado um número cada vez mais equilibrado de mulheres na companhia. Até o momento, já possui 49% de mulheres em posições de liderança, desde a gerência até o board de vice-presidentes e presidente. Também três das nove fábricas brasileiras já são lideradas por mulheres (Igarassu e Suape, em Pernambuco, e Vinhedo, em São Paulo). O objetivo é chegar à equidade de gêneros até o próximo ano.

Os resultados no Brasil têm contribuido para a meta global de liderança feminina, que hoje está em 41%.

A Diversidade como estratégia de negócios

Unilever logo

Para a Unilever, a responsabilidade de desenvolver programas que aumentem o equilíbrio entre os gêneros cabe à toda liderança executiva. Por isso, no Brasil, o líder do Comitê de Diversidade é o Presidente da Unilverdo Brasil, Fernando Fernandez.

Diversidade - Interna 3Desde 2010, o Comitê de Diversidade coopera com o processo de ascensão das mulheres dentro da organização e promove iniciativas como berçário e creche na sede da empresa, que permitem um maior equilíbrio entre a vida pessoal e profissional da mulher. Além dos programas de Mentoring e Coaching, a companhia ainda possui o WIN (Women’s International Network), uma de rede de relacionamento para mulheres. Juntos, estes programas articulam trocas constantes de conhecimento e aperfeiçoamento, além da possibilidade de carreira internacional.

Voltar ao topo