1. Home
  2. ...
  3. Inovações nos Negócios
  4. O poder de fazer mais

O poder de fazer mais

Um exemplo de destaque da colaboração científica, o Centro Unilever de Informática Molecular (UCMI) está revolucionando a forma dos cientistas trabalharem.

Parceria Visionária

Estabelecida em 2001, UCM é o resultado de uma parceria entre a Unilever e o departamento de química da Universidade de Cambridge. É hoje amplamente reconhecida como um modelo de como o mundo acadêmico e os negócios podem trabalhar em conjunto para trazer benefícios para todas as pessoas em todo o mundo.

O objetivo fundamental do centro gira em volta do eixo central da Unilever, ou seja, utilizar o universo de know-how científico, que se expande rapidamente, para trazer benefícios reais de vitalidade às pessoas do mundo inteiro. Este cenário será alcançado por meio de sua principal especialidade: o campo da informática de última geração.

“No futuro, os principais avanços da ciência dependerão da nossa habilidade para lidar com massas de informação de diversas fontes”, afirma o Professor Robert Glen que, como professor de informática de ciências moleculares na Unilever, dirige o centro. “A Informática, nome que damos a este processo, está nos permitindo acessar e trabalhar com um número maior de informações de maior complexidade do que imaginamos há cinco anos.”

Liderando o mundo

Sob o comando do Professor Glen, o centro alcançou reconhecimento internacional.

Até a data de hoje, o UCMI já solicitou mais de nove patentes. E, além de ministrar cursos de treinamento para o staff da Unilever e para outras pessoas, o centro é responsável por mais de 170 publicações em quatro anos.

Trabalho de vanguarda

Respaldado por um investimento da Unilever de aproximadamente 16 milhões de libras, o UCMI está localizado em um prédio de última geração construído especialmente para abrigá-lo, próximo ao departamento de química da Universidade. Seu trabalho cobre três áreas de vanguarda:

  • A interface entre química e biologia
  • Bancos de dados moleculares
  • Síntese e ferramentas para química

Os estudos se relacionam com uma grande variedade de temas, desde o tratamento de doenças à sustentabilidade ambiental. Os projetos incluem tudo: da criação mais eficiente de desodorantes ao tratamento de deficiência nutricional.

Os benefícios da nutrição

O estudo das proteínas oferece um exemplo de como os produtos da Unilever podem se beneficiar dos esforços do centro. Depois de receber um subsídio de dois milhões de euros (€2.000.000,00) da União Européia, o UCMI está estudando as complexidades da secagem e da re-hidratação na estabilidade das proteínas.

A proteína é o principal elemento nutricional dos alimentos. Então, entender as interações entre os diferentes tipos de proteínas é importante do ponto de vista nutricional. Muitos dos produtos alimentares da Unilever são ou desidratados ou congelados. Uma vez utilizando materiais naturais, o objetivo é melhorar a proteção das proteínas durante estes processos, o que leva a um melhor sabor e nutrição.

Os polímeros são outra área de estudo que pode produzir benefícios potenciais estimulantes para o nosso negócio. Os polímeros são amplamente usados em nossos produtos de Limpeza e Cuidados Pessoais: por exemplo, nos produtos para lavagem, eles ajudam a dar suavidade, e nos produtos para o cuidado dos cabelos, eles melhoram o condicionamento e a textura.

Entender melhor como os diferentes polímeros interagem dentro do produto, ou como atuam na superfície em que são aplicados, permite-nos continuar a melhorar a performance de nossos produtos. Como a Unilever está sempre buscando reduzir o impacto ambiental de seus produtos, o UCMI também está trabalhando em conjunto com os especialistas da Unilever no desenvolvimento de novos polímeros que sejam mais biodegradáveis.

Os patrocinadores

Além de receber grande parte do financiamento da Unilever, o centro é patrocinado por:

  • Conselhos de pesquisas (EPSRC, DTI, BBSRC, NERC)
  • Grandes companhias: GSK, Pfizer, AstraZeneca, Boehringer Ingelheim, Merck
  • Companhias de software: Tripos, MOE, MDLi, Daylight
  • Companhias de biotecnologia: Arrow, Cyprotex
Voltar ao topo